Conexão Direta
com a Notícia
Bataguassu, 16 de Setembro de 2019
 
10/09/2019 - 13h01
Campo Grande é a 5ª melhor cidade do país para franquias, mostra estudo
Redação
Campo Grande News
(Foto: Divulgação)

Estudo realizado pela Goakira Consultoria colocou Campo Grande como a quinta melhor cidade do Brasil para se abrir uma franquia. A Capital sul-mato-grossense foi a única a figurar entre os dez municípios do país com condições mais favoráveis para a abertura de um negócio do gênero. Em um potencial de consumo estimado em R$ 4,1 trilhões no país, esses municípios correspondem a pouco mais de R$ 1 trilhão –ou seja, 20%.

O ranking é liderado pela cidade do Rio de Janeiro, seguida por São Paulo, Maceió (AL), Santo André (SP), Campo Grande, Belo Horizonte (MG), Guarulhos (SP), Curitiba (PR), São Luís (MA) e Campinas (SP).

O estudo “As 10 melhores cidades para investir em franquias no Brasil” se valeu de dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e das empresas Economapas e Geofusion para compor o ranking, usando indicadores como taxas geométricas de crescimento da população e de renda entre 2010 e 2018, além do poder de compra da população.

“Avaliamos que, para ser considerada boa para investimento em franquias, uma cidade precisaria ter as duas taxas geométricas (de crescimento anual de renda e de população) positivas, pois isso indica que há população crescente e renda média domiciliar crescente”, disse Deborah Machado, consultora sênior da Goakira. É o caso de Campo Grande.

Os municípios com variáveis positivas, segundo Deborah, estão em fase de crescimento econômico ou não foram atingidos pela crise. A colocação considerou o potencial de consumo. “Entraram no ranking cidades que têm população e renda em expansão e maior quantidade de dinheiro disponível nos domicílios para serem gastos de forma variada”.

(Foto: Reprodução)

No ranqueamento das 27 capitais em relação ao saldo de emprego, baseado em dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do Ministério da Economia em julho, Campo Grande figurou na nona posição nacional, à frente de Cuiabá (MT, 10ª) e do Rio de Janeiro (27ª).

Em alguns casos, municípios mostram decréscimo nos dois índices e, em outros, crescimento populacional e redução da renda –apontando que o poder de compra está em baixa e o consumidor tem revisto suas prioridades. No ranking nacional, sete das 10 cidades são capitais –outras, como Porto Alegre (RS), Salvador (BA), Brasília e Fortaleza (CE) ficaram fora do ranking justamente pela renda média em baixa.

Do potencial de consumo apurado em R$ 4,13 trilhões em 2018, mais da metade está concentrado no Sudeste, 35% no Nordeste e Sul, e 14% estão no Norte e Centro-Oeste. No ranking desta última região, Três Lagoas e Dourados aparecem em quinto e sexto lugar, respectivamente, destacando-se como polos industriais.

publicidade
 
 
publicidade
 
 
 
 
 
DaHoraBataguassu.com.br
Bataguassu - MS
Telefone: (67) 8135-1068 ou 9637-9190
E-mail: [email protected]
© 2012 - 2014 - Todos os Direitos Reservados
As notícias veiculadas nos blogs, colunas e artigos são de inteira responsabilidade dos autores.
Desenvolvido por: Ribero Design
(67) 9979-5354