Conexão Direta
com a Notícia
Bataguassu, 15 de Dezembro de 2019
 
29/11/2019 - 08h01
Operação da Polícia Civil combate esquema de agiotagem e lavagem de dinheiro em Anaurilândia
Redação
Jornal da Nova
Legenda

Em ação conjunta entre as Delegacias de Polícia Civil de Anaurilândia e Bataguassu, deflagram nesta quinta-feira (28), uma operação contra o crime de economia popular, popularmente conhecido como “agiotagem”, cometidos na área do município, no mesmo inquérito ainda são apurados a possível ocorrência dos crimes de lavagem de dinheiro e falsificação de documento público.

Conforme apurado nas investigações, os suspeitos além de praticarem a conduta de emprestar dinheiro, sem autorização legal, e com a cobrança de juros superiores as taxas permitidas por lei, estariam se utilizando de um estabelecimento comercial no município de Anaurilândia para realizar a cobrança dos empréstimos e movimentar os valores negociados.

Segundo a Polícia Civil, até o presente momento, oito vítimas já foram ouvidas e confirmaram que teriam realizado empréstimos com os investigados, pagando juros superiores ao previsto em lei, sendo que mesmo aquelas que já teriam quitado as respectivas dívidas, ainda continuariam sendo coagidas a pagar os valores, sob a ameaça de serem inseridas em cadastro de proteção ao crédito, através do estabelecimento comercial de um dos investigados.  Em alguns casos, foi verificado que as vítimas chegaram a pagar o dobro da dívida originalmente contratada apenas a título de juros sem conseguir obter a referida quitação.

Ao todo, foram cumpridos mandados em três endereços onde foram apreendidos grande quantidade em dinheiro, cheques de terceiros que evidenciam a prática ilegal de usura, um computador, documentos com anotações dos crimes investigados, notas falsas em dinheiro e grande quantidade de material utilizada na contravenção penal de jogo do bicho.

Durante as diligências duas pessoas foram para a Delegacia para prestar esclarecimentos sobre os fatos investigados e materiais apreendidos, um terceiro investigado encontrava-se fora da cidade. As diligências realizadas na data de hoje é uma das fases do inquérito policial que está em tramitação e que após a conclusão será encaminhado ao Poder Judiciário.

Ainda conforme a Polícia Civil, um dos investigados confirmou que movimentavam em média R$ 100 mil por mês com a prática dos empréstimos.

 

publicidade
 
 
publicidade
 
 
 
 
 
DaHoraBataguassu.com.br
Bataguassu - MS
Telefone: (67) 8135-1068 ou 9637-9190
E-mail: [email protected]
© 2012 - 2014 - Todos os Direitos Reservados
As notícias veiculadas nos blogs, colunas e artigos são de inteira responsabilidade dos autores.
Desenvolvido por: Ribero Design
(67) 9979-5354