Conexão Direta
com a Notícia
Bataguassu, 24 de Maio de 2017
 
20/04/2017 - 14h31
Há 2 anos proibida de estudar, jovem pede ajuda ao Conselho Tutelar
Redação
Campo Grande News

Desde 2015 proibida de ir à escola, adolescente de 16 anos pediu ajuda ao Conselho Tutelar para voltar a estudar. A mãe da jovem a proíbe que frequente as aulas, alegando que a menina teve um envolvimento com o motorista do ônibus, na época. O caso foi registrado em Inocência, distante 339 km de Campo Grande.

De acordo com a conselheira que atendeu o caso, Rosinete Machado dos Santos, a princípio o conselho recebeu uma denúncia de que a menina estava sendo abusada pelo padrasto. "Ela foi trazida até o conselho, onde negou o abuso, disse ter uma boa relação com o padrasto e que ainda é virgem, mas quer muito voltar a estudar", relata.

A mãe a tirou da escola depois que soube que a jovem, com 14 anos na época, se envolveu com o motorista do ônibus escolar rural. "A jovem relatou que apenas o beijou, mas o homem era casado o que agravou a situação".

Quando a mãe tirou a jovem da escola, ela foi alertada pelo Conselho Tutelar de que a menina precisava estudar. "A mulher relatou que iria morar com a filha em Paranaíba. Ela pegou a transferência, mas não mudou e nem matriculou a jovem em escola alguma", relata Rosinete.

Dois anos se passaram e só com a denúncia de abuso, o conselho soube que a jovem ainda está sem estudar. "A mãe se nega a matricular a filha com medo de que ela volte a se envolver com o motorista, mas o homem nem mora mais na cidade".

A adolescente parou de estudar no 8º ano. O Conselho Tutelar registrou boletim de ocorrência como Abandono Intelectual e irá fazer uma denúncia no Ministério Público.

publicidade
 
 
publicidade
 
 
 
 
 
DaHoraBataguassu.com.br
Bataguassu - MS
Telefone: (67) 8135-1068 ou 9637-9190
E-mail: contato@dahorabataguassu.com.br
© 2012 - 2014 - Todos os Direitos Reservados
As notícias veiculadas nos blogs, colunas e artigos são de inteira responsabilidade dos autores.
Desenvolvido por: Ribero Design
(67) 9979-5354