Sábado, 15 de Junho de 2024
17°C 34°C
Bataguassu, MS
Publicidade

Mulher esfaqueada por ex-marido denunciou autor há duas semanas por injúria

Autor armou emboscada e esfaqueou ex-companheira enquanto ela aguardava carro de aplicativo para ir ao trabalho

10/06/2024 às 16h07
Por: Alisson Gabriel Fonte: Jornal Midiamax
Compartilhe:
Foto: Nathalia Alcântara
Foto: Nathalia Alcântara

A mulher, de 32 anos, que foi esfaqueada pelo ex-companheiro pelo menos quatro vezes na manhã desta segunda-feira (10), havia registrado boletim de ocorrência contra ele há cerca de duas semanas. Na ocasião, o autor teria a chamado de “vagabunda”. O registro foi feito em 28 de maio.

De acordo com informações apuradas pelo Jornal Midiamax, a vítima e o autor mantiveram um relacionamento por nove anos e estavam separados há quase três meses.

No dia do registro do boletim de ocorrência, o ex-marido estava usando drogas na residência onde moravam, que, inclusive, fica a uma casa do condomínio onde a vítima foi esfaqueada nesta manhã. A mulher repreendeu o ato, especialmente, porque possuem um filho de sete anos juntos.

A vítima saiu da casa porque ele ficou bastante alterado após a repreensão e foi até a casa da mãe, no condomínio. No outro dia, ele passou no residencial e disse para ela pegar as coisas da casa dele.

A mulher foi até a casa onde morava com ele, mas o autor chegou e passou de carro por cima das coisas dela, o que deixou prejuízo de cerca de R$ 5 mil. Depois, passou a ofendê-la.

Ainda, desceu do carro, pegou o celular da mão da ex-companheira e um óculos de sol dela e também os quebrou. A vítima procurou a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) e registrou o caso como dano, no âmbito da violência doméstica.

Emboscada
Na manhã desta segunda-feira, o autor tentou matar a vítima. Informações apuradas pela reportagem são de que a mulher estava na frente do condomínio enquanto aguardava um carro de aplicativo para ir ao trabalho.

O homem chegou a pé e esfaqueou a vítima pelo menos quatro vezes. Alguns vizinhos presenciaram a cena e tentaram impedir a fuga do homem. Contudo, ele conseguiu correr a pé, abandonando o carro que havia deixado algumas quadras antes do condomínio para tentar matar a vítima a facadas.

Uma testemunhas afirmou, ainda, que o filho de sete anos do casal teria presenciado o crime. “Chegou correndo de pijaminha e viu tudo. Foi lamentável”, disse.

Moradores ajudaram a socorrer a mulher, que foi levada inicialmente para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Coronel Antonino. Porém, devido à gravidade acabou sendo encaminhada para a Santa Casa. Ainda conforme informações, há suspeita de perfuração do pulmão da mulher. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Lenium - Criar site de notícias