Conexão Direta
com a Notícia
Bataguassu, 21 de Outubro de 2021
 
21/09/2021 - 11h00
PMA autua traficantes de aves silvestres em R$ 2,5 milhões
Redacao
Midia Max
(Foto: Divulgação / PMA)

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Naviraí autuou um casal de traficantes de animais silvestres em R$ 2,5 milhões, na manhã desta segunda-feira (20). A dupla estava transportando 229 filhotes de aves dentro de caixas, em um veículo Fiat Uno, e receberam voz de prisão pela Polícia Civil do município no posto fiscal Foz do Amambai, durante a operação Fronteira e Divisas Integradas.

A Polícia Civil apreendeu o veículo e as aves, e acionou a equipe da PMA para proceder com a autuação administrativa. Os traficantes foram conduzidos à delegacia de Polícia Civil de Naviraí e responderão por crime ambiental, com pena prevista de seis meses a um ano de detenção. Foram apreendidos 224 filhotes de papagaios, três filhotes de arara e dois filhotes de maritaca e o veículo.

O casal, uma mulher (24) e o homem (41) residentes Ponta Grossa (PR), afirmou que pegou os animais em um posto de combustível na cidade de Naviraí, na saída para a cidade de Ivinhema e que havia pago R$ 600,00 por cada arara, R$ 120,00 por cada papagaio e R$ 40,00 por cada maritaca e que os animais seriam comercializados no Estado do Paraná.

Multa

Os Policiais Militares Ambientais autuaram os traficantes administrativamente e arbitraram multa de R$ 1.145.000,00 pelo tráfico e mais R$ 114.500,00 por maus tratos, devido as condições de transporte das aves, contra cada um dos infratores, totalizando  R$ 2.519,000,00 (dois milhões, quinhentos e dezenove mil reais). A multa por animal, pelo tráfico, é de R$ 5.000,00 porque os psitacídeos constam da lista da Convenção Internacional do Comércio da Fauna e da Flora em perigo de extinção (CITES), da qual o Brasil é signatário. A multa mínima por maus tratos é de R$ 500,00, conforme foi aplicada contra cada autuado.

 A PMA encaminhou as aves à fazenda Green Farm CO2 Free, localizada no município de Itaquiraí, a qual possui estrutura adequada para recebimento de animais silvestres. Os animais já receberam atendimento veterinário e estão em ambiente apropriado e ficam à disposição dos técnicos do Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS), de Campo Grande. O CRAS decidirá sobre remoção à Capital ou reabilitação na própria fazenda até à soltura.

publicidade
 
 
publicidade
 
 
 
 
 
DaHoraBataguassu.com.br
Bataguassu - MS
Telefone: (67) 8135-1068 ou 9637-9190
E-mail: [email protected]
© 2012 - 2014 - Todos os Direitos Reservados
As notícias veiculadas nos blogs, colunas e artigos são de inteira responsabilidade dos autores.
Desenvolvido por: Ribero Design
(67) 9979-5354